terça-feira, 28 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Bolsa Pesquisador Capixaba terá investimento de R$ 1,8 milhão

Os pesquisadores do Espírito Santo já podem comemorar: foi lançada uma nova chamada pública destinada a ajudar os projetos desenvolvidos por eles, o Edital 06/2021 – Bolsa Pesquisador Capixaba. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) abriu, nesta quarta-feira (30), a chamada pública que oferece bolsas para pesquisadores vinculados a instituições de Ensino Superior ou pesquisa, públicas ou privadas, localizadas no Estado. 

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, falou sobre a relevância da Bolsa Pesquisador Capixaba (BPC). “Este é um importante instrumento de avanço do Espírito Santo no cenário científico-tecnológico. Editais como este incentivam a produção de conhecimento e o aprimoramento da pesquisa, da ciência, da tecnologia e da inovação. Esta é uma missão do nosso governador: garantir estímulo e aprimoramento aos nossos pesquisadores e pesquisas inovadoras, o que refletirá diretamente no desenvolvimento do nosso Estado”, destacou. 

O Edital oferece a concessão de 50 bolsas, com duração de até 36 meses, no valor individual de R$ 1 mil. O total investido pela Fapes nesta ação é de R$ 1,8 milhão, oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Funcitec). A BPC é uma ação do Governo do Estado que visa a valorizar e estimular a produção científica e a atuação do pesquisador como agente do desenvolvimento técnico-científico no Espírito Santo. O edital busca consolidar o crescimento do número de pesquisadores capixabas bolsistas de produtividade no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

A diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel, comentou sobre as novidades no Edital. “O BPC é uma reprodução da bolsa produtividade do CNPq que contempla a pesquisa e a inovação. É uma forma de valorizar os nossos pesquisadores, sendo fundamental no momento atual, em que há muitos cortes de verbas no âmbito nacional e falta de incentivo ao desenvolvimento de novos conhecimentos. A grande novidade desta vez é que a Fapes separou as modalidades das bolsas e tornou a disputa justa e de forma igual dentro de cada categoria”, afirmou. 

A Bolsa Pesquisador Capixaba (BPC) será concedida nas seguintes modalidades: 

  • BPC-Pq: Pesquisadores com Produtividade em Pesquisa – destinada a pesquisadores que se destaquem entre seus pares no que tange à produção científica e tecnológica;
  • BPC-DT: Pesquisadores com Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora – destinada a pesquisadores que se destaquem entre seus pares no que tange à produção em desenvolvimento tecnológico, na transferência de tecnologia e na inovação.

Novidades do Edital 

Três pontos do edital se destacam como avanço em relação ao último lançado em 2018: 

  • Estabelecidas duas modalidades com avaliação de pontuação diferentes e com itens específicos;
  • Ampliação de contemplados que abrange também o interior do Estado;
  • Implantação da pontuação diferenciada para a maternidade conforme estabelecida na Resolução 278/2020

Quantidade, duração e valor da bolsa

Estimulando a interiorização das atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, de ações de inovação e extensão, 30% dos recursos financeiros serão destinados, prioritariamente, a propostas de pesquisadores vinculados a instituições localizadas fora da Região Metropolitana da Grande Vitória, conforme tabela abaixo. 

O valor da Bolsa está disponível na tabela de Valores e Bolsas e Bolsas da Fapes. Recursos financeiros não utilizados em uma categoria poderão ser utilizados em outra
modalidade. 

Cronograma do Edital

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas